setembro 29, 2010

Noir

Impossível amanhecer. Ou não?

Depilei as axilas, as pernas, a púbis, os pelos. Raspei a sobrancelha e os cabelos. Não me reconheço. Revejo meu itinerário, limpo os armários, os bolsos, o peito. Levo na lágrima o filho que não tive e o bom filho que não fui. E outros.

Sonhei que todos os livros foram roubados.
Tentei ler nas mãos linhas apagadas e nos olhos a palavra que se cala no lugar que não alcanço. A terra não tem sido leve.

[ ]

These people had a kind of courage that may be the
finest gift of man: the courage of those who simply
keep on, and on, doing the next thing, far beyond all
reasonable endurance, seldom thinking of themselves
as martyred, and never thinking of themselves as brave.







Der Stand der Dinge
Wim Wenders
1982

setembro 02, 2010

Andei amargo, andei achando inútil escrever, andei travado por mil coisas de dentro e de fora.

Caio F.



Escorpião

Gosto de teu nome, monossílabo.

Para Nietzsche,
com astúcia e vingança.

Sai sob o sol escaldante de um deserto. A atmosfera quente e úmida de fim de agosto o levando para fora dos limites de um terreno que se dissipa aos poucos. Não morrer, de amor ou de morte.

Penso nos movimentos que se realizam, nos deslizes que balançam pequenos delitos. Pequenos surtos. Ou grandes surtos. Quem sabe.
Penso nos desvãos aos quais dou vez, nos espelhos que desforram o que sei de mim. e atravesso

Dissestes não haver coincidências, com um sorriso leve e firme e uma estranha clareza nos olhos. Respondi desconexa que ninguém jamais escrevera prólogos tão belos, tinha entre as mãos o mais altivo e zombeteiro dos filósofos, a rir de si.
Literatura armada, eu quero. Um arsenal de desvarios alegres, coisas mágicas, todos os santos. Sto Rambo, Sto Bowie, Sta Woolf, Sta Frida, Nossa Sra do Eterno Retorno... Todos os santos. E um pouco de prestígio.

Quem sabe é pouca literatura e vinho barato. Um bilhete datado e uma caligrafia que poderia ser bêbada. Guardo papéis soltos e pequenas esculturas. grandes esculturas. todas, as esculturas.
Deixa-me algo para que quando eu acorde te tenha à vista do olhar ou das mãos. O inverno se vai, está se indo, talvez já tenha ido. Leva tempo? Leva tempo.